Luis Salem e Stella Miranda: Os Gozados

0 214

Atores Luis Salém e Stella Miranda fazem sucesso de Stand Up Music.

Stella Miranda e Luis Salem

Em cartaz até 24 de fevereiro no Teatro Itália com a comédia musical “Gozados”, Luis Salém e Stella Miranda concedem entrevista e falam sobre o início da carreira e contam mais sobre os personagens irreverentes do espetáculo, que é um Stand Up Music onde sucessos musicais são modificados e se tornam paródias que deixam o público gargalhando. Caetano Veloso, Chico Buarque e Amy Whinehouse são alguns artistas parodiados. Confira a entrevista completa:

Luis, por qual motivo você escolheu ser ator?

Luis Salém: Foi uma escolha difícil, a carreira de um ator no nosso país não é das mais seguras, mas no meu caso especial era a única saída para não me tornar uma pessoa infeliz. Optei pela alegria de fazer aquilo que gosto e tenho dado a sorte de sobreviver dignamente do meu ofício.

Qual o personagem da TV que mais lhe agradaram?

Luis Salém: Em “Salsa e Merengue”, meu personagem era o Lázaro, um cara muito divertido. Stella Miranda: Para mim, foi a Ana Girafa de “Aquele Beijo”.

Salém, foi desafiador desenvolver o papel da cabeleireira travesti Ana Girafa, da novela “Aquele Beijo”, com a direção de Miguel Falabella?

Luis Salém: Muito! Ser mulher não é das tarefas mais simples, mas foi compensador e muito gratificante não só experimentar essa possibilidade mas atuar ao lado de grandes atores e atrizes como Marília Pera.

Luis, você está com algum projeto novo, alguma novela, curta ou direção de alguma nova peça? O que podemos esperar de você este ano?

Luis Salém: No momento faço a peça “Gozados” com a Stella, mas tenho em mente a remontagem em São Paulo do meu espetáculo solo chamado “UBER, a comédia”, coincidentemente com direção da Stella Miranda.

No Stand Up Music “Gozados”, você fala de um modo divertido sobre alguns famosos. Isso já lhe rendeu algum problema?

Nunca, são sempre homenagens que fazemos e não inventamos nada que já não tenha sido dito, publicado ou sabido pelo público. A diferença é como dizemos.

No momento da peça, qual o personagem que o público mais se identifica?

Luis Salém: Acho que todos os personagens funcionam, mas a Amy Whinehouse desperta uma curiosidade maior por ser tão inesperado.

Vocês estão há 20 anos com essa peça. Ela foi modificada periodicamente? Como foi o processo de evolução?

20 anos tem a saga “Subversões”. “Gozados” é um filhote dele. Sim, durante todo estes anos o espetáculo conheceu muitas versões.

Qual paródia é o xodó de vocês na peça?

Luis Salém: A minha é “Meu nome é Creuza”, pois foi a primeira de todas. Mas adoro a “Paraugusta”.

“Gozados” já foi lançado em livro. O que mais podemos esperar com esse título? 

Não temos a menor ideia do que pode acontecer, nunca planejamos fazer um livro e olha ele ai. Um filme? Quem sabe!

Confira edição impressa clicando aqui.

Entrevista: Rita Gabriele Zuini. Foto: Divulgação.

Comentários
Carregando...