Governador faz viagem de inspeção em novo trecho do monotrilho

0 36
Segundo o Governo do Estado, cinco novas estações serão entregues em março; Alckmin inspecionou vias entre Oratório e Vila União

Geraldo Alckmin participou nesta terça-feira (20) da primeira viagem para vistoria no novo trecho da Linha 15-Prata do Metrô. O governador inspecionou 5,5 km de vias do monotrilho entre as estações Oratório e Vila União.

“Hoje nós fizemos uma viagem de inspeção aqui na Linha 15 do Metrô. Nós deveremos transportar, quando chegarmos até São Mateus, 350 mil passageiros por dia; e, quando chegar próximo à estação Jardim Colonial Iguatemi, 400 mil passageiros por dia”, declarou o governador.

Segundo Alckmin, o monotrilho já está na fase final para começar a atender a população: “O monotrilho está praticamente pronto, estamos nos testes finais. Ele não tem operador porque ele é por CVTC, as estações estão na fase de acabamento”.

De acordo com o cronograma de obras, cinco novas estações – São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói, Vila União e Jardim Planalto – e mais 6,5 km de via elevada serão entregues à população neste mês de março. Já para o final de maio está prevista a entrega das estações Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus, além de mais 3,6 km de vias.

“Em maio completamos as 10 estações da linha, com toda urbanização embaixo, ciclovia e toda infraestrutura nesse 15 km.”, comentou o presidente do Metrô, Paulo Menezes, que participou da inspeção ao lado do governador.

Conheça a Linha 15

A Linha 15 vai conectar as regiões leste e sudeste a toda a rede de trilhos de São Paulo. Em operação desde 2014, entre Vila Prudente e Oratório, o ramal permite integração gratuita com a Linha 2-Verde e proporciona o acesso a uma rede de 339 km de trilhos, em 22 municípios, cobrando uma única tarifa. Quando pronto, o trecho de Oratório a São Mateus atenderá a 400 mil pessoas por dia.

O monotrilho possui características diferentes do metrô convencional. Suas estações são elevadas. Em média, ficam a 15 metros do solo, e apresentam arquitetura leve, que se integra à paisagem do local.

Os trens são operados de modo totalmente automático e trafegam sobre vigas de concreto elevadas. Cada composição possui sete carros e capacidade para transportar mil passageiros por viagem.

As plataformas são centrais, com 90m de comprimento e 9,90m de largura para acomodar as duas vias operacionais, possuem cobertura com estrutura metálica em arco, passarelas de emergência nas extremidades, sistema de portas automáticas para embarque/desembarque em toda sua extensão, escadas rolantes, escadas fixas, elevadores e bicicletários. Os acessos das estações situam-se em ambos os lados da avenida Prof. Luiz Ignácio Anhaia Mello.

Reportagem: Da redação. Foto: Divulgação.

Comentários
Carregando...