Hospital Cema se muda para o Belém

O novo prédio traz modernidade e acessibilidade aos seus pacientes

1.491

O Hospital Cema começou 2019 de casa nova. Desde o dia 2 de janeiro os quase 350 médicos, enfermeiros, atendentes e 3 mil pacientes estão no novo prédio de 24 mil m² e 7 andares, construído a partir de um projeto tecnológico, planejado para dar todo conforto ao cliente, garantindo a humanização do atendimento.

Estrategicamente localizado a apenas 5 minutos a pé da Estação Belém do Metrô, com acesso facilitado por 60 linhas de ônibus, interligação com a CPTM e, em rua paralela à Av. Alcântara Machado, o novo prédio do Hospital Cema representa uma história que começou em um sobrado da Rua do Oratório, na Mooca. Ali, em 1975, o patriarca (Ângelo Aquino) e seus três filhos médicos, sendo dois oftalmologistas e um otorrinolaringologista (Guido, Antônio e Roberto) abriram uma clínica nas respectivas especialidades.

Hoje, quatro décadas depois, a marca Cema é reconhecida por seus trabalhos em diagnóstico e tratamento de doenças dos olhos, ouvidos, nariz e garganta, nas quatro regiões da cidade e municípios vizinhos, onde estão espalhadas suas 10 unidades ambulatoriais. Num projeto que antecipou a tendência dos shopping centers abrigarem serviços de saúde, o Cema levou seu nome primeiro para Santana, depois para dentro dos shoppings, começando por Aricanduva, Interlagos, Tucuruvi, Eldorado, Itaquera, West Plaza, e já alcança cidades vizinhas, em São Bernardo do Campo e Guarulhos.

As próximas serão inauguradas em 2019 nos shoppings Taboão, Pátio Paulista e Super Shopping Osasco. O plano prevê 20 unidades até 2020. “Na medida em que os deslocamentos nas grandes cidades ficam cada vez mais caros e demorados, estar próximo dos clientes tornou-se um grande diferencial competitivo e mais segurança para os usuários”, diz Luiz Carlos Lazarini, Diretor-Executivo do Grupo INAL.

 Reportagem: Da Redação. Foto: Divulgação.

Comentários
Carregando...