Sarampo volta a atacar: como se prevenir?

Imunização é única medida eficaz contra a doença

32

O Brasil registrou uma crescente no número de casos de sarampo. Erradicado desde 2016, a doença voltou a atacar e tem infectado cada vez mais pessoas.

Como medida preventiva, os Governos estaduais têm desenvolvido campanhas de imunização contra a doença que é altamente contagiosa.

Para te ajudar a entender mais sobre o assunto, separamos um panorama completo sobre o sarampo.

 

O que é o sarampo?

Para os que desconhecem, o sarampo é uma doença infecciosa que é transmitida via oral, por meio de tosse, espirro, fala e respiração.

 

Sintomas

Podendo se manifestar de diversas maneiras, os principais sintomas do sarampo são: febre, tosse, coriza, irritação nos olhos, mal-estar, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, nariz entupido e/ou escorrendo.

Vale lembrar que os sintomas podem aparecer de acordo com o desenvolvimento da doença.

 

Há tratamento para o sarampo?

Atualmente não existe um tratamento específico para o sarampo, somente ações preventivas para aliviar os sintomas da doença.

Por isso, é recomendado que em caso de suspeitas, um profissional médico seja consultado, a fim de evitar complicações futuras que podem chegar ao óbito do indivíduo.

É importante reforçar que em todas as situações a automedicação é contraindicada.

 

Como se prevenir?

Para se prevenir contra o sarampo, o único método eficaz disponível é a vacinação.

Sobre isso, há ciclos e quantidades pré-estabelecidas para a imunização, sendo eles:

  • De 1 a 29 anos – Duas doses; 
  • De 30 a 49 anos – Apenas uma dose.

 

Campanha de vacinação contra o sarampo

Para os que moram em São Paulo, o Governo SP traz uma nova campanha de imunização contra a doença.

Nesta etapa, podem ser vacinadas crianças e jovens entre 5 e 19 anos que não receberam anteriormente um dose da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola).

Para se prevenir, basta procurar um posto de vacinação disponível no estado.

Vale lembrar que a vacina contra o sarampo é contraindicada para gestantes.

 

Conteúdo: Equipe de Comunicação. Foto: Divulgação.

Confira outras notícias como esta acessando o link.

Comentários
Carregando...