Como o tabagismo pode contribuir para o coronavírus?

Segundo Instituto Nacional de Câncer coronavírus é somente uma das doenças causadas

52

Nas últimas semanas um questionamento foi levantado em relação aos grupos de risco de contaminação pelo novo coronavírus.

Desta vez, a pergunta foi sobre uma possível contribuição do tabagismo para a infecção pela covid-19.

Pensando nisso chegamos ao questionamento: pode de fato o tabagismo ser um dos fatores para criar um novo grupo de risco de contágio pelo novo vírus? Se sim, qual o impacto desta condição para o desenvolvimento da doença?

Para responder à estas perguntas, te convidamos a conferir este conteúdo até o final.

 

O que é tabagismo?

Antes de falarmos especificamente sobre coronavírus, é válido entender o que é o tabagismo.

Para os que desconhecem, é uma doença crônica, ou seja, desenvolvida a longo prazo e que não tem impacto imediato na saúde do indivíduo.

Sobre o tabagismo é uma enfermidade causada pela dependência à nicotina, encontrada em artigos que possuem tabaco.

 

Qual o impacto do tabagismo em pacientes com coronavírus?

Em relação à este pergunta, a resposta é: grave. Pelo tabagismo complicar por si só o sistema respiratório do paciente, em casos de infecção pelo novo coronavírus os impactos podem ser ainda maiores.

Devido o comprometimento dos pulmões (causado pelo tabagismo com o passar do tempo), este pode ser um fator propulsor para o agravamento do estado de saúde de pessoas com covid-19.

 

Tabagismo vai além do coronavírus

É importante ter em mente que o tabagismo não se resume unicamente a impactos sobre o novo coronavírus, mas que também pode resultar em outras doenças e complicações em geral.

Além de ser uma doença crônica, um tabagista pode ter enfermidades relacionadas como: cânceres (de fígado, esôfago, rins, etc), complicações no desenvolvimento de fetos, em casos de mulheres grávidas, entre outros.

A lista completa pode ser conferida no site do Instituto Nacional de Câncer (INCA).

 

Onde entra o narguilé e os dispositivos eletrônicos

É quase impossível falar sobre tabagismo e não esbarrar em temas correlatos como narguilé e dispositivos eletrônicos.

O ponto de atenção em relação a estes dois é que não somente sobre a covid-19, o uso compartilhado desses objetos pode expor o indivíduo à infecção por outras doenças, por isso o alerta.

 

Notícia: Da Redação.  Foto: Divulgação.

Para conferir outros conteúdos como este, acesse a home de nosso site.

Comentários
Carregando...