Pelo YouTube professores oferecem aprendizado e diversão

Revisão de matemática ou origem de expressões populares são alguns dos conteúdos apresentados

28

YouTube — Durante o período de distanciamento social, se tornou comum a procura de transmissões ao vivo (as chamadas lives) interessantes ou vídeos novos. Alinhados com este novo comportamento, os educadores do Centro Paula Souza têm disponibilizado informação na internet e também ajudado quem precisa estudar e se divertir.

Um dos exemplos é o professor de matemática da Escola Técnica Estadual (Etec) Cônego José Bento, de Jacareí, Fábio Aparecido, conhecido por dar aulas criativas de uma disciplina considerada difícil por muita gente. Ele já lançou mão de sudoku (um jogo de lógica), cubo mágico e também construiu foguetes com os alunos para tornar a teoria mais palpável. Na internet, seu canal Explica, professor! tem dezenas de vídeos voltados às provas da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), Universidade Estadual Paulista (Unesp), Fundação Getúlio Vargas (FGV), entre outras.

O docente lançou uma plataforma de revisão de matemática para alunos do Ensino Médio. Já estão disponíveis aulas e exercícios de 11 temas. Além disso, ele tem feito lives às quartas-feiras, às 20 horas, no YouTube.

 

Geografia

Para quem tem dificuldades com geografia, uma sugestão é acompanhar o canal do professor Thiago Hernandes, que leciona na Etec Pedro D’Arcadia Neto, de Assis, e nas Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs) Assis e Presidente Prudente. No canal do YouTube, o GeoExplica, há informações sobre temas tão diversos quanto moratória, obsolescência programada, apartheid, tsunamis e sementes crioulas. Hernandes se fantasia, canta e faz piadas para manter a atenção dos estudantes.

 

Português e literatura

Já no canal Prof. Fagner Araújo, que leva o nome de um dos educadores da Etec de Heliópolis, na Capital, é possível não só estudar literatura e gramática, mas também conhecer a origem de ditados e expressões populares (como “deixa de ser besta” ou “são outros 500″). Os alunos podem ainda acompanhar interpretações de letras de músicas como Chão de Giz, de Zé Ramalho, Cajuína, de Caetano Veloso, ou O dia em que a Terra parou, de Raul Seixas. De quebra, o professor toca as canções que analisa, tornando a tarefa muito mais leve.

 

Por: Portal do Governo.  Foto: Divulgação.

Para conferir outros conteúdos como este, acesse a home de nosso site.

Comentários
Carregando...