CPTM e Metrô instalam novas cabines de higienização

Boxes, que ajudam no enfrentamento ao coronavírus, usam produto autorizado pela Anvisa

30

Para reforçar o combate à Covid-19, quatro novas cabines de higienização foram instaladas em estações da CPTM e do Metrô.

Desde a última sexta-feira (22), as estações Itaquera, Paraíso e Sé do Metrô e Vila Olímpia, da CPTM, também contam com a cabine que já beneficia passageiros na estação Tatuapé.

Os equipamentos estarão disponíveis durante todo o horário de funcionamento das estações. O horário será das 4h da manhã à meia-noite na CPTM e de 4h40 à meia noite no Metrô. Outras 20 cabines devem ser instaladas em uma parceria do Governo do Estado de São Paulo com a farmoquímica Neobrax.

“A ação está alinhada com outras medidas que a Secretaria dos Transportes Metropolitanos e o Governo do Estado vêm tomando para enfrentar o COVID-19 e salvar vidas. Acreditamos que, com iniciativas como essa e a colaboração de todos os cidadãos, vamos juntos vencer o Coronavírus”, reforça o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

A cabine, semelhante a um túnel com cerca de três metros, possui um sensor de presença, que aciona borrifadores com clorexidina. Esta é uma solução hidroalcoólica higienizante, eficaz contra bactérias, fungos, leveduras e vírus.

A solução, mais eficaz que o álcool no combate à doença, é certificada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Cada pessoa fica apenas quatro segundos dentro do box, e a eficácia da solução é de quatro horas.

A clorexidina tem sido empregada para limpeza de superfícies, equipamentos e roupas em hospitais, consultórios odontológicos e outras unidades de saúde, na antissepsia da pele e membranas mucosas; e no tratamento de feridas e queimaduras.

 

Notícia: Da Redação.  Foto: Divulgação.

Para conferir outros conteúdos como este, acesse a home de nosso site.

Comentários
Carregando...