Covid-19 e Sagrada Família: entenda a atuação do hospital na ZL

Segundo infectologista da unidade, cenário é estável e com resultados positivos

48

A cidade de São Paulo registrou uma crescente no número de casos de covid-19.

Segundo dados do último boletim epidemiológico diário, divulgado em 14 de junho, pela prefeitura local, o município soma 97.245 casos confirmados e 233.244 suspeitos, o que representa uma variação de 4,5% em relação ao dia anterior (O histórico de casos completo pode ser consultado no link).

Embora o número seja cada vez mais representativo, a atuação tem crescido a mesma medida. Dentre os destaques está o Hospital Sagrada Família, localizado na região da Vila Formosa, Zona Leste de São Paulo, que traz sua experiência e expertise, neste momento que a população carece ainda mais de atenção.

Com cenário estável, a atuação do centro médico tem sido positiva com os casos de pacientes com suspeita ou confirmação de covid-19.

 

O que diz o especialista?

De acordo com o médico infectologista, Guilherme Spaziani, e a equipe médica local, o cenário é tranquilizador e controlado.

O profissional esclarece ainda que a assistência médica tem sido realizada de maneira personalizada e levando em consideração tratamentos já existentes. “Existem muitos hospitais e profissionais que ficaram com expectativas em relação a novos tratamentos, milagrosos e até experimentais. Nós acabamos nos concentrando e acredito na verdade que esta seja a tendência, em usar tratamentos já disponíveis, com remédios que sabemos como funcionam, quais os efeitos colaterais, a segurança e eficácia dessas medicações”, esclarece Spaziani.

Vale reforçar que o Hospital Sagrada Família conta com toda a infraestrutura necessária para atender pacientes com covid-19, o que facilita a assistência médica. Além do espaço, é destaque também sua equipe que dispõe de excelente nível técnico.

Quando questionado sobre as suas perspectivas de casos para os próximos meses, Spaziani afirma: “É difícil falar qual será o cenário para os próximos meses dessa pandemia aqui no Brasil. Eu acredito que nós vamos ter o pico da doença agora em maio. A partir de junho acredito, não tenho certeza, a minha sensação é que teremos um decréscimo”, finaliza.

Para finalizar, dividido em pilares e como consequência uma boa performance estão três pontos. Se destacam uma equipe bem treinada e hábil, um hospital que fornece uma estrutura para a equipe de saúde e por fim o tratamento individualizado.

 

Notícia Covid-19: Da Redação.  Foto: Divulgação.

Para conferir outros conteúdos como este, acesse a home de nosso site.

Comentários
Carregando...