Metrô SP recebe exposição sobre cultura feminina da periferia e arte chinesa

Mostra tem objetivo de revelar força e leveza das moradoras das extremidades da cidade

47

Metrô SP — Os passageiros que utilizam a Estação Paulista da Linha 4-Amarela de metrô SP estão convidados a visitar a exposição “Quebrada Inteira”, produzida pela artista Carolina Itzá. A mostra, composta por 18 ilustrações inspiradas em arte clássica chinesa, busca revelar a força e a leveza das moradoras das extremidades da cidade de diversas raças e etnias.

O projeto visual permanece na estação até o fim do mês. Este retorna à estação Paulista em setembro, com passagem pela estação Fradique Coutinho em agosto.

Cada uma das obras presentes na exposição “Quebrada inteira” dialoga com um hexagrama do I Ching, texto clássico chinês e um oráculo milenar taoísta. Carolina Itzá é grafiteira, artista visual, educadora e integra os coletivos Periferia Sangue Sangrando, 8M na Quebrada e Fala Guerreira.

“O imaginário, o sagrado, as plantas que curam e a anunciação de uma realidade íntegra, lúdica e permeada pela sabedoria popular é terreno fértil para a construção dessa série que busca o olhar do revide”, afirma Carolina.

“A ViaQuatro busca, além de levar às estações cultura e entretenimento para os passageiros, manter o diálogo constante com as comunidades do entorno das estações. Esse olhar para a periferia é importante e tem o apoio da concessionária”, completa Juliana Alcides, gestora de sustentabilidade da empresa.

Para evitar aglomerações, seguindo recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), a mostra será divulgada também na página oficial da concessionária no Facebook, ao longo do período de exposição.

 

Serviço

  • Até 31 de julho – Estação Paulista
  • 03 a 31 de agosto – Estação Fradique Coutinho
  • 01 a 30 de setembro – Estação Oscar Freire

 

Notícia: Da Redação.  Foto: Reprodução – Facebook: Via Quatro.

Para conferir outros conteúdos como este, acesse a home de nosso site.

Comentários
Carregando...