Alerta para moradores e comerciantes da Zona Leste

Confira abaixo o artigo

58

Zona Leste — Junto com a pandemia, veio a crise e com ela o desespero e sempre que temos pessoas desesperadas, temos também as mal intencionadas. Por essa razão, esse artigo tem como intuito orientar os moradores e comerciantes da Zona Leste de São Paulo. 

Após ficar sabendo de uma iniciativa do meu bairro que após um ano se mostrou uma tentativa de ludibriar e coletar dados de moradores e comerciantes para possíveis crimes, achei por bem esclarecer os problemas que uma iniciativa digital pode trazer.

Nesse caso, se tratava de uma rede social e grupos de WhatsApp, não existia CNPJ, site, registros, nada! Apenas boletos em nome de um CPF, falsas tentativas de apoio ao verde, ao pet, e até a cultura, tudo com intenção de pegar dados dos comerciantes, conhecer comportamentos dos moradores e depois lançar um negócio voltado a venda de câmeras de vigilância (negócio o qual as câmeras não existem) mas sim pediam o acesso às câmeras, para ajudar na vigilância colaborativa. 

No início, avisos sobre crimes da região, depois esses pararam de ocorrer e os envolvidos começaram a praticar os crimes. De assustar não? Pois foi isso que ocorreu em um bairro extremamente tradicional de São Paulo, dezenas de comerciantes e moradores foram ludibriados, até uma revista digital foi criada.

E agora fica o questionamento, o que podemos fazer para não cair nesse tipo de iniciativa?

 

– Todos que vendem um serviço precisam de um CNPJ, não faça transferências para CPF, acredite não existe cafezinho de graça;

– Não entre em grupos em que é necessário pagar para ter presença, isso não é colaborativo, isso é comércio;

– Uma empresa, seja ela de publicidade ou de vigilância precisa ter um endereço (mesmo que virtual), não acredite em serviços que existem apenas nas redes sociais; 

– Pode-se apagar empresas que só existem nas redes sociais sem deixar rastros;

– Toda empresa nos dias de hoje, precisa ter um site, mesmo que esse site seja uma página com o CNPJ e dados, isso já é suficiente para que deixe rastros e possa ser localizada, não acredite em iniciativas em grupos de aplicativos de mensagens.

 

Por fim, todo cuidado é pouco, quando falamos dos seus dados. Se um serviço não é pago, o produto é você. Se um serviço tem cobrança, exija todos os dados dessa empresa, principalmente para publicidade ou negócios que visam a sua segurança. 

Procure as autoridades e denuncie, cuidado.

 

Por: Fátima Bana. Formada internacionalmente na área de marketing pela University of California (UCLA/USA) e moradora da Mooca.  Foto: Márcio Fernandes.

Assim sendo, se você quer conferir outros conteúdos como este aproveite e acesse a home de nosso site.

Comentários
Carregando...